PF aponta venda de carne podre e vencida por principais frigoríficos do Brasil

17/03/2017

A Operação da Polícia Federal deflagrada nesta sexta-feira para desmontar um esquema de corrupção no setor público e privado da Agropecuária envolve a venda de carne podre e com a data de validade adulterada. Na decisão da Justiça Federal que deu origem a mandados de busca e prisão, são vários os relatos de comida estragada que acaba sendo maquiada para ser vendida ao consumidor final. 

 

Segundo o Blog do Vicente, do jornal Correio Braziliense, as gigantes do setor JBS (dona da Friboi e Seara) e BRF Foods (dona da Sadia e Perdigão), que detém mais de 60% do mercado de carnes no Brasil, vendem produtos “podres, vencidos, moídos com papelão.” De acordo com a notícia, boa parte dos negócios dessas empresas foram financiados com recursos públicos, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

 

Entre as ações realizadas na manhã desta sexta-feira, a operação batizada de Carne Fraca levou executivos da JBS à prisão.

 

De acordo com a investigação, as fraudes foram possíveis graças à participação de fiscais agropecuários, que, mediante propina, permitiram a comercialização de alimentos adulterados, emitindo certificados sanitários sem qualquer fiscalização efetiva. 

 

Na lista de investigados na maior operação da PF, além dos frigoríficos, há redes de fast food como o Subway. 

Please reload

© 2020 Aconteceonline.net - Todos os direitos reservados - Brasília de Minas-MG