Proposta do estado seria transformar hospital de Brasília de Minas exclusivamente COVID

Por Fernando Almeida - Jornal Acontece

Em entrevista à rádio Itatiaia de Montes Claros na tarde da última quinta-feira (30/04) o prefeito de Brasília de Minas Geélison Fereira da Silva (PMDB) disse que não tem tido uma discussão amigável com o governo do Estado de Minas no enfrentamento ao coronavírus. Segundo ele o estado teria feito uma proposta para que o hospital da cidade passasse a atender somente casos da Covid-19.


“O que o estado está querendo fazer em Brasília de Minas a gente considera algo extremamente problemático. A proposta do estado para Brasília de Minas é transformar o Hospital Municipal Senhora Sant’Ana em um hospital exclusivamente Covid. O Hospital Senhora Sant’Ana tem uma história, tem uma trajetória e atende a região com diversas especialidades. Aqui se faz partos, aqui se faz cirurgias, aqui tem UTIs, aqui tem médicos que construíram vínculos, a gente conseguiu assegurar e construir aqui uma equipe técnica, conseguiu estruturar um hospital que é o hospital mais resolutivo da região, que tem a maior complexidade da região antes de Montes Claros. A gente não pode acabar com todo esse serviço prestado em outras áreas para atender exclusivamente os municípios que compõem essa região de saúde para Covid, porque crianças precisam nascer, cirurgias de outras áreas precisam ser realizadas. Então a gente precisa que o estado garanta para os nossos profissionais de saúde a segurança, a estruturação, os equipamentos que não tem chegado. Chegaram equipamentos de segurança a Montes Calos, mas aqui em Brasília de Minas, que já tem mais casos, proporcionalmente falando, mais do que Montes Claros, ainda não chegaram equipamentos de segurança, o estado ainda não direcionou e ainda querem acabar com as especialidades que são atendidas aqui nesse hospital, por isso não tem sido uma relação amigável, infelizmente”, desabafou.

O jornal Acontece perguntou ao prefeito quais seriam as chances disso acontecer e que tipo de poder o estado teria sobre a instituição? Ele disse que essa proposta é uma aberração e não deveria nem mesmo ser cogitada.


"Foi uma sugestão apresentada pela Gerência Regional de Saúde na semana passada. Mas é algo tão absurdo que nem é necessário defesa. Eles nem tem onde realocar os serviços que temos aqui antes da pandemia terminar. É inexequível. Para onde iriam os partos? A ortopedia? O Pronto Socorro? As cirurgias? As UTIs? Quantos anos seriam necessários? Nosso hospital tem uma história. Só estou me manifestando sobre o assunto por achar uma aberração uma coisa destas ser ao menos cogitada. É uma falta de respeito com o povo de Brasília de Minas e com a população de 403 mil habitantes, de 25 cidades, que o hospital atende. Alegaram que queriam fazer isto para evitar contaminação. Como se os pacientes dos outros municípios com Covid-19 não tivessem que passar primeiro nos hospitais locais das cidades de origem. Como se teletransportassem direto para Brasília de Minas. Estão discriminando nossa cidade e nossos profissionais de saúde. Se um profissional se contaminar, é por estar cumprindo sua missão, se expondo para defender a vida, e, também, pelo fato de o estado não garantir propostas viáveis, equipamentos e capacitação. Se hoje a situação do Covid-19 ainda está controlada por aqui, é pelas medidas que tomamos pela equipe que temos. Ela estuda sobre que há de melhor no mundo e coloca em prática. Não ficamos esperando o estado", disse.


Até o fechamento desta matéria não conseguimos contato com a Gerência Regional de Saúde pelo telefone que consta no site. Enviamos email pedindo um posicionamento da instituição sobre o assunto, mas não obtivemos resposta.


#Coronavírus #PropostaEstado #HospitalsóCovid







2,098 visualizações
VIVO.jpg
AMAZON.jpg
LENOVO.png
POSITIVO.jpg
AMERICANAS.jpg
MOTOROLA (1).webp

© 2020 Aconteceonline.net - Todos os direitos reservados - Brasília de Minas-MG