Coronavoucher: Auxílio de 600 reais deve movimentar entre 9 e 12 milhões em Brasília de Minas

Atualizado: Abr 8

Por Fernando Almeida - Jornal Acontece

Durante entrevista coletiva, nesta terça-feira (07/04), o prefeito de Brasília de Minas, Geélison Silva, disse que o Auxílio Emergencial de 600 reais, que o Governo Federal começa a disponibilizar para a população a partir desta semana, deve injetar entre 9 e 12 milhões de reais na economia do município nos próximos 3 meses. Segundo ele, o auxílio será de extrema importância para a população de baixa renda e também para os empresários


"A gente espera que mais de 5 mil pessoas no município de Brasília de Minas acessem esse benefício de 600 reais. Isso significa entre 3 a 4 milhões de reais, a mais, por mês na nossa economia local. Teremos entre 9 e 12 milhões aqui na nossa comunidade nos próximos 3 meses. A gente sabe que ainda é pouco perto da necessidade das pessoas, mas é um valor considerável", ressalta.


O prefeito disse que o isolamento social continua sendo a principal medida de prevenção ao Coronavírus, por isso é preciso que os empresários usem a criatividade para aproveitarem o aquecimento econômico que o Auxílio Emergencial vai proporcionar, mesmo com o decreto de quarentena em vigor.


"Nós precisamos fazer com que esse dinheiro circule. Que ele possa chegar às pessoas que vão receber diretamente, mas que possa circular entre as pessoas, que possa se multiplicar. É importante que ele circule, mas que as pessoas pessoas possam continuar em casa. A principal medida contra o coronavírus é o isolamento. Gostaria de nos colocar a disposição da CDL, dos comerciantes, dos empresários para que possamos juntos empreender, sermos criativos, refletir e pensarmos como fazer para que esse dinheiro fique na nossa comunidade", disse o prefeito.


Abaixo a coletiva na integra. Prefeito Geélison fala sobre o benefício no minuto 11:00.


Saiba como se inscrever no Coronavoucher:

A Caixa Federal disponibilizou nesta terça-feira (7) o site e o aplicativo por meio do qual, informais, autônomos, desempregados e MEIs podem solicitar o auxílio emergencial de R$ 600. Os trabalhadores já podem solicitar o auxílio no site e no aplicativo.


O aplicativo deve ser usado pelos trabalhadores que forem Microempreendedores Individuais (MEIs), trabalhadores informais sem registro e contribuintes individuais do INSS. Aqueles que já recebem o Bolsa Família, ou que estão inscritos no Cadastro Único, não precisam se inscrever pelo aplicativo. O pagamento será feito automaticamente.


Segundo o ministro Onyx Lorenzoni, apenas para as pessoas que não tenham acesso à internet, será possível também fazer o registro em agências da Caixa ou lotéricas. O cadastro presencial será uma exceção, apenas em último caso.


A Caixa também disponibilizou o telefone 111 para tirar dúvidas dos trabalhadores sobre o auxílio emergencial. Não será possível se inscrever pelo telefone, apenas tirar dúvidas.

Clique aqui para fazer a inscrição pelo site:

https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio


Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android: 

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio


Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple): 

https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331




#Coronoavoucher #Auxílio600reais #Aplicativo #Site #Disponíveis

188 visualizações

© 2020 Aconteceonline.net - Todos os direitos reservados - Brasília de Minas-MG