Comité gestor do coronavírus divulga medidas rígidas e primeiro caso em investigação na cidade

Reportagem: Fernando Almeida

Na tarde desta quarta-feira (18/03) o Comitê Gestor Extraordinário de Combate, Prevenção e Contingenciamento em Saúde do Coronavírus se reuniu no CEAE para tomar novas decisões para o enfrentamento da doença. Medidas drásticas foram anunciadas.


Entre elas, a suspensão de qualquer reunião ou celebração religiosa que ultrapasse a 10 pessoas, limite de 10 clientes por vez dentro de qualquer estabelecimento comercial, fiscalização rigorosa de veículos que cheguem das áreas mais afetadas trazendo acima de 10 pessoas, restrição ao atendimento ao público nos órgãos da prefeitura, fechamento temporário dos clubes e quadras esportivas do município, prorrogação por 6 meses da validade de receitas para pacientes que precisam de medicamentos de uso contínuo, criação de uma central de atendimento telefônico para os casos suspeitos de coronavírus, entre outras. Todas as medidas estarão valendo a partir de hoje, por tempo indeterminado.


Durante a reunião o comité informou também que Brasília de Minas poderia ter o primeiro caso sob investigação de coronavírus. Trata-se de uma mulher que deu entrada no hospital municipal Senhora Sant'Ana nesta quarta-feira (18/03) com todos os sintomas da COVID-19. Até o final da reunião a paciente, que veio de outro município, estaria na UTI recebendo ventilação mecânica.


Mais tarde, durante o fechamento desta reportagem, fomos informados de que a paciente acabou falecendo. Em nota, divulgada agora a noite, a prefeitura deu mais detalhes sobre o caso. A paciente é uma mulher de 59 anos vinda da cidade de São Francisco. Ela teria morrido de pneumonia.


“Uma equipe técnica está avaliando o caso, que até o momento, não se enquadra como suspeita do coronavírus, mas sim como uma pneumonia avançada que evoluiu para uma síndrome respiratória aguda grave, conforme informado pelo médico de controle de infecção que acompanhou o caso”, diz a nota.


A prefeitura esclarece ainda que todos os protocolos recomendados pelo ministério da saúde foram seguidos, garantindo assim a proteção dos demais pacientes e profissionais da instituição.


O diretor do hospital, Warley Aquino, disse que foi feita a coleta de material que será submetido a exame para síndrome gripal. De acordo com o diretor, se o caso for coronavírus vai aparecer no exame. Ele informou também que a paciente ficou em casa nos últimos 7 dias e não teve contato com nenhuma pessoa que poderia estar infectada, por isso as chances de ser coronavírus são pequenas.


Assista o pronunciamento na íntegra


#ComitéGestor #Coronavírus #SaúdePública #BrasíliaDeMinas

1,385 visualizações
VIVO.jpg
AMAZON.jpg
LENOVO.png
POSITIVO.jpg
AMERICANAS.jpg
MOTOROLA (1).webp

© 2020 Aconteceonline.net - Todos os direitos reservados - Brasília de Minas-MG