Estado vai chamar parte dos servidores atingidos pela Lei 100


Parte dos servidores exonerados por causa da Lei 100 serão recontratados pelo governo do Estado, mas com acordos por tempo determinado. A informação foi dada pelo governador Fernando Pimentel, em entrevista coletiva realizada quarta-feira.


O governador não informou quantos dos 59 mil afetados serão readmitidos, mas disse que todos eles receberão um comunicado sobre seu futuro na administração pública, mesmo aqueles que não serão recontratados. O contrato será temporário, por designação, até que os aprovados nos concursos sejam convocados. Aqueles com maior tempo de trabalho terão prioridade. Os servidores de licença médica antes da exoneração poderão terminar o tratamento pelo Ipsemg. A medida será regulamentada por um projeto de lei.


Pimentel criticou a gestão anterior e declarou que “fez o que estava ao seu alcance”. “É lamentável que governos passados tenham cometido essa irresponsabilidade com os servidores públicos de Minas Gerais”, avaliou. Os servidores haviam sido efetivados em 2007 e tiveram que ser demitidos após o Supremo Tribunal Federal (STF) considerar a contratação deles inconstitucional.


O deputado João Leite (PSDB) oposição ao governo mineiro rebateu as críticas. “Não adianta dizer que é crise, culpar o governo anterior, não é real. O problema está no atual governo, que atua sem planejamento e não está preparado para governar Minas”.

3 visualizações
VIVO.jpg
AMAZON.jpg
LENOVO.png
POSITIVO.jpg
AMERICANAS.jpg
MOTOROLA (1).webp

© 2020 Aconteceonline.net - Todos os direitos reservados - Brasília de Minas-MG